Quais são as áreas de atuação de um nutricionista?

Investir em cursos e especializações sempre é bem-vindo para o perfil profissional, mas sabemos que as dúvidas pairam não só na escolha da graduação, como também no momento de escolha do âmbito de trabalho.

As áreas de atuação de um nutricionista têm ganhado espaço e cada vez mais visibilidade. Esse efeito é resultado do crescimento da busca pela melhor qualidade de vida, através das mudanças de hábitos alimentares.

Existem diversas especializações nessa área e se você ainda não decidiu como quer exercer a função, chegou a hora de conhecer um pouco mais sobre as ramificações e suas abordagens. Continue sua leitura e fique por dentro!

Hospitalar

Esse ambiente é vivenciado por quase todos os profissionais de nutrição, já que é o mais comum para vagas de estágio. Nos hospitais, os nutricionistas fazem o acompanhamento da alimentação dos pacientes que estão ali para se reabilitarem. O objetivo é que os nutrientes da alimentação sejam convenientes para a evolução física, tendo avaliação diária, até o dia da alta.

A experiência é interessante para ganhar segurança e diversos conhecimentos de mundo sobre condições e doenças específicas, que podem ser convenientes para serem utilizados em experiências futuras ou em ambulatórios.

Para quem escolhe continuar nessa área, depois de formado, o salário é em torno de R$ 2.500,00.

Clínica

Nesses acompanhamentos, o objetivo é orientar para melhorar o estado nutricional dos pacientes, com finalidades específicas, como fortalecer o sistema imunológico para prevenção e tratamento de doenças e condições, ou mesmo para orientar os pacientes que pretendem melhorar a alimentação.

Para nutricionistas que não dispõem de capital para investir em seus próprios consultórios, as clínicas são excelentes portas de entrada para o mercado de trabalho. Há locais em que a carga horária é bastante flexível e ainda é possível conciliar com consultorias e pacientes particulares.

Os vencimentos com acúmulo de funções e consultório próprio podem superar R$ 5.000,00. Um ponto interessante é que as consultas não necessariamente precisam ser realizadas em consultório, havendo a possibilidade de serem domiciliares. O valor mínimo delas costuma ser de R$ 90,00 chegando até mesmo a R$350,00.

Saúde coletiva

Os cuidados com a alimentação também devem ser acompanhados em locais que oferecem alimentação coletiva. O objetivo dessa especialização é focar no acompanhamento e avaliação nutricional das refeições oferecidas em locais de trabalho e estudo, ou até mesmo em restaurantes, que devem seguir normas de qualidade e preservação de alimentos.

O profissional de nutrição de saúde coletiva ainda pode exercer a função para educação nutricional, orientando em estratégias alimentares infantis em centros educacionais, o que é conveniente para a adoção de um estilo de vida mais saudável e para o aumento de jovens mais conscientes com a alimentação.

Os salários dessas atuações podem ser de, em média, R$ 2.400,00.

Nutrição esportiva

O campo de nutrição tem ganhado cada dia mais espaço no mundo esportivo. Visando melhorar a performance nas competições e à preservação da saúde, há atletas que investem, ainda, em consultorias particulares.

Os serviços de nutrição esportiva podem ser categorizados como consultoria ou assessoria — e ambos possibilitam que sejam propostas soluções para implementar resultados e impulsionar a saúde nutricional dos pacientes.

Dentre os locais comuns para essa área de atuação, podemos destacar os centros esportivos, academias, clínicas estéticas e até mesmo atendimento domiciliar. O piso salarial pode variar de R$1.400,00 a R$ 2.200,00.

É interessante destacar que a nutrição esportiva pode ser combinada com a nutrição infantil. Sabendo que o índice de obesidade infantil vem aumentando nos últimos anos, os centros esportivos voltados para turmas infantis têm investido no acompanhamento nutricional para seus alunos. Essa combinação é interessante para quem deseja investir em mestrados e cursos de especialização, ou até mesmo conquistar pacientes com diversas propostas.

Academias

A preocupação com o corpo e a qualidade de vida tem aumentado e, com isso, muitas pessoas têm investido em exercícios físicos e alimentação equilibrada. Buscando impulsionar os resultados dos sócios, as academias também investem em um espaço reservado para que nutricionistas acompanhem a alimentação de quem treina nesses locais.

O local descontraído da academia é uma alternativa para quem deseja trabalhar em ambientes despojados, além de permitir que haja parceria com os educadores físicos, aumentando a possibilidade de sucesso com a combinação de dieta e treino eficazes para determinados objetivos.

O salário inicial para essa área de atuação é de R$ 1.900,00.

Vida acadêmica

Se você se apaixonou pelo âmbito docente, vai gostar de saber que as áreas de atuação de um nutricionista também incluem as salas de aula. É mais que válido investir em pesquisas e orientações para contribuir com a formação de profissionais que representarão a nutrição em diferentes aspectos. Investindo em especializações, é possível trabalhar em salas de aulas de escolas técnicas, faculdades e grandes universidades que podem proporcionar experiências inovadoras e reconhecimento.

Trabalhar em faculdades resulta em influência e divulgação de seu trabalho em congressos e eventos voltados para profissionais de Nutrição, tanto em âmbito nacional quanto internacional, já que costuma render títulos, novas pesquisas e bagagem para o currículo.

O salário-base para quem investe na carreira acadêmica é de, pelo menos, R$ 2.830,00  podendo ser ainda maior, se for conciliado com nutrição clínica, já que os horários normalmente são flexíveis.

Nutrição e Marketing

Esse ramo de atuação é muito interessante para quem gosta de trabalhar com promoções e estratégias de divulgação e venda. O profissional de nutrição deve, então, criar artifícios de atração a partir da composição nutricional dos alimentos, ou seja, atua para o fabricante, a fim de exaltar os nutrientes e fazer contribuições para fomentar campanhas publicitárias.

O salário-base para quem atua nessa área está em uma média de R$ 2.500,00.

À primeira vista, a função de um nutricionista pode parecer simples, mas notamos que o curso oferece diversas ramificações, o que possibilita um trabalho multifacetado e com a opção de conciliar diferentes projetos. A ideia é que o estudante se oriente a partir dos estágios, tendo experiências nas diversas áreas de atuação de um nutricionista, para que seja possível identificar qual se encaixa melhor em seu perfil.

Gostou de ficar por dentro dessas informações e quer saber muito mais sobre nutrição? Então confira como pode ser o dia a dia de um nutricionista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *